Energia solar deve ficar competitiva em 5 anos, diz técnico

Fonte: Power Online 13.04.2012

Brasil - A energia solar deve ter um custo competitivo em quatro ou cinco anos, afirma o secretário nacional de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Altino Ventura. Hoje, segundo ele, o custo de geração é quatro vezes superior ao de outras fontes.

Ventura explica que o custo desse tipo de energia cai de 15% a 20% ao ano e, por isso, em poucos anos, ela estará integrada à matriz energética brasileira. Para ele, em no máximo cinco anos, será possível vislumbrar plantas de geração fotovoltaica (energia solar) voltadas para a distribuição em grande escala e leilões de compra e venda de energia, assim como ocorre hoje com a eólica (gerada a partir da força dos ventos).

"Na medida em que o investidor consiga gerar energia com custos menores e tenha uma tarifa que a sociedade deseja, a alternativa se desenvolve", diz Ventura. Ele afirma que o governo tem interesse em incentivar essa fonte, mas não vai forçar a sua adoção. A energia solar tem um custo que oscila entre R$ 300 e R$ 400 megawatt/hora - a média das outras fontes de energia é R$ 100.

Rio de Janeiro/RJ

  • Avenida Maracanã, 987, Torre 02, Sala 1202
  • Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
  • CEP 20.511-000 - Brasil
  • Tel/Fax: (+55 21) 2532-0054
  • O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Brasília/DF

  • SIG, Quadra 1, Lote 495, Ed. 
  • Barão do Rio Branco, sala 107 
  • CEP 70.610-410 - Brasília - DF - Brasil
  • Tel.: (+55 61) 4063-8153
  • O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Quito/Equador

  • Rigoberto Heredia Oe8-60 y
  • Pedro de Alvarado
  • Quito - Equador
  • Tel.: (+59 32) 259-3021
  • Cel.: (+59 39) 972-4140
  • O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.